quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A Era do Gelo (fase 2)

Mais do inverno

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

A Era do Gelo (fase 1)

Isso é só o começo.



Para ver as fotos ampliadas, é só clicar nelas.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Les jours de pluie

Tá a fim de conhecer uma música muito legal?



O grupo é o Alpha Rococo.

A música fala dos dias de chuva mas tem a alegria dos dias de sol. ;)

"Ainda não é o fim do mundo
Ainda não é o último segundo
Esse dia de chuva logo vai passar
Volte a dormir"

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

A Magia das Lanternas

A Magia das Lanternas, em exposição no Jardim Botânico de Montreal.



(Clique na foto para ampliar)

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A libélula azul

Eu nunca tinha visto uma libélula azul. As do Canadá são assim, parecem saídas do filme Avatar.

De Flagrantes do Quebec

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Só daqui a 140 dias

Quando a gente fala, as pessoas que estão no Brasil pensam que é brincadeira. Mas não é. Aqui no Canadá o sistema de saúde é bom, mas a gente pode ter que esperar uma eternidade pra ser atendido.

Hoje à tarde tentei mudar a data de uma consulta com o meu médico de família. A consulta tinha sido marcada em abril, mas surgiu um compromisso e eu precisei adiar. Liguei pro consultório e depois de desistir duas vezes (fiquei mais de cinco minutos escutando musiquinha) resolvi ligar pelo Skype e responder uns e-mails enquanto aguardava. Depois de passar exatos 15 minutos no telefone, finalmente me atenderam.

Disse que tinha consulta marcada com Dr. Fulano e que gostaria de adiar. A moça do outro lado disse "tudo bem, mas a próxima vaga disponível é no dia 9 de fevereiro". Me desculpe, eu não entendi. Ela repetiu "9 de fevereiro, senhor. Vai querer?"

Era o que eu tinha entendido. 9 de fevereiro. Sim, o Dia do Frevo. Que parece tão longe quanto o Recife. Para ser atendido pelo meu médico de família, o único que pode autorizar meu atendimento por qualquer especialista, eu tenho que esperar quatro meses, duas semanas e três dias. 140 dias para ver o meu médico de família. Incroyable...

Ainda perguntei a ela se ela estava brincando. Ela sorriu do outro lado e disse: "Não, senhor. Só tem pro dia 9 ou depois."

Disse a ela que não desmarcasse, que depois eu voltaria a ligar.

Pensando bem, melhor desmarcar. E tratar de procurar outro médico de família - o que é uma missão quase impossível. Mas se é pra esperar tanto e ainda ser atendido por uma criatura que vê sua taxa de colesterol em 280 e diz que tá tudo bem, melhor ficar sem médico mesmo.

É por isso que às vezes tenho raiva quando as pessoas no Brasil reclamam do tempo que esperam por uma consulta no SUS.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

A onda vermelha chegou ao Canadá

O vermelho está chegando
(clique para ampliar)
1º de setembro. Céu azul e sol forte, temperatura de 32ºC, como no auge do verão. O outono só vai chegar daqui a três semanas, mas algumas folhas já estão vermelhas.

A foliage só deveria começar em outubro, não na virada de agosto pra setembro. Muito estranho, isso.

Qual seria a explicação para o fenômeno? As coitadas das folhas estariam esgotadas com o calor infernal desse verão e já não têm mais forças pra esperar pelo outono? O inverno estaria mandando um recado pra avisar que não vai ser tão "bonzinho" quanto da última vez? Aucune idée.

O certo é que a onda vermelha chegou ao Canadá. Será que é a mesma que está se espalhando pelo Brasil? Não sei. Só sei que vou me preparar. Hoje mesmo vou tirar meu casaco vermelho do armário, talvez precise usá-lo antes do que pensava. Ou para me proteger do frio ou para comemorar. Ou os dois. Quem sabe? ;)

À bientôt, les amis!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

sábado, 21 de agosto de 2010

Festival de Balões de Saint-Jean-sur-Richelieu

Não há hem o que escrever.



Clique sobre as imagens para vê-las ampliadas.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Noite de tempestade

Muita gente tem medo de raio e de trovão. Medo, mesmo, eu não tenho; acho até bonito, gosto de ficar apreciando. A noite de ontem foi bem divertida: uma bela tempestade caiu sobre nossa cidade. Raios, muitos raios e trovões. Como poucas vezes vi em minha vida.

Não tenho medo, mas confesso que às vezes me assusto. Um dos trovões me deu um susto tão grande que quase bato no teto. Pois bem, refeito do susto, tive a idéia de filmar. Só que o melhor já tinha passado. Mas ainda deu pra registrar o fim da festa. Olha só:

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Dia do Amigo

Salut, les amis!

Mieux vaut tard que jamais.

Um belo clipe pra ser ver em comemoração ao Dia do Amigo.

L'amitié, interpretada por Françoise Hardy, foi exibida na cena final de Invasões Bárbaras. Quem não assistiu ao filme pode ver o vídeo tranqüilo, que a cena que aparece no clipe não revela o final da história.

sábado, 10 de julho de 2010

Quem disse que aqui não tem praia boa?

A praia de Oka não é lá uma Porto de Galinhas, mas tem sua beleza. Diferente da praia do parque Jean Drapeau, que mais parece um laguinho, essa tem cara de praia mesmo. Muitas árvores, areia fofa, gente fazendo piquenique, jogando vôlei, jogando futebol e, claro, tomando um banhozinho pra refrescar.

Na praia de Oka tem tudo isso, mas tem ninguém vendendo comida nem bebida. Naquele calorzão de 32ºC, fiquei delirando e imaginando alguém passar vendendo caldinho de feijão, ensopadinho de caranguejo, água de coco... mas logo caí na real e peguei a coca-cola que estava no isopor.

A água é bem fria, mas não chega a ser gelada. Eu até mergulhei! Se eu (que às vezes acho fria a água de Porto de Galinhas) mergulhei, qualquer um pode fazer isso. No começo você toma aquele choque, mas logo se acostuma. E fica lá morgando sem vontade de sair.

Gostei da praia. Espero voltar lá ainda nesse verão.

Se quiser vir também, é só ligar. ;)

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Chambly 42 graus

Neste momento, em Chambly, faz 32ºC com sensação térmica de 42ºC. Com a umidade lá em cima, eu diria que a sensação térmica é de desespero. Eu não me lembro de já ter sentido um calor desses antes. Talvez num desfile do Galo da Madrugada, em pleno meio-dia, sol a pino e céu sem nuvens. Talvez. Mas o calor que fez hoje na região da grande Montreal foi o que se pode chamar de calor dos infernos.

A previsão para a tarde de amanhã é ainda pior: um grau a mais na temperatura, um grau a mais na sensação térmica. Na quarta, a mesma coisa: 33ºC no termômetro e 43ºC torrando o juízo da gente. O dragão zangou-se de novo e deve estar cuspindo fogo no céu de Chambly. C'est la fin du monde!

A madrugada de hoje promete: sensação de 35 graus. Não há janela aberta que dê jeito. Acho que vou dormir na banheira.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Moranguinho do Quebec

O morango do Quebec: incrivelmente doce e suculento

"Let me take you down
Cause I'm going to
Strawberry Fields" (Lennon / McCartney)

Até o último sábado eu só gostava de morango em forma de sorvete ou como recheio de torta. Morango in natura, nem pensar. Até que já tinha provado alguns, mas sempre achava azedo e sem graça. Aceitei a sugestão de sair pra colher morangos, porque o passeio em si já seria legal. Mas algumas boas surpresas me esperavam.

Assim que cheguei ao campo de morangos, a primeira surpresa: não imaginava que os arbustos fossem tão baixinhos. Caminhei um pouco, olhei aqui, olhei ali, peguei  o morango mais vermelho e brilhante que encontrei e arrisquei. Segunda surpresa. Grande surpresa: não é que o danado era doce? Isso mesmo: doce, doce, doce! Incroyable!

Depois do primeiro, não parei mais. Um morango na cesta, dois no bucho. A cada três, apenas um era tão saboroso quanto o primeiro. Mas ainda assim valia a pena, pois os outros - mesmo quando "ruins" - eram infinitamente melhores do que todos os que eu tinha provado até aquele dia.  Uma hora depois, eu tinha uns trinta morangos na barriga e uns dois quilos na cesta.

Passeio legal e incrivelmente barato: 8 dólares. Paga-se apenas pela cesta de quatro libras e pronto. Todo mundo pode comer até enjoar. Não sei como eles ganham dinheiro com isso, mas isso não é problema meu. Meu problema agora vai ser achar morangos tão bons nos supermercados. Como acho muito difícil, o mais provável é que eu tenha que esperar até o ano que vem.

À bientôt, les amis!

sábado, 12 de junho de 2010

O passarinho dos ovos azuis

Parecem maiores, mas são do tamanho de ovos de codorna
Mais um espetáculo da natureza bem aqui na porta de casa. Dessa vez, a surpresa foi um ninho de melro (ou tordo) construído num pequeno pinheiro a uns oito metros da nossa varanda.

A mamãe-tordo (turdus-migratorius) em alerta
Eu bem que tinha visto, na semana passada, a mamãe-tordo começar a construir o ninho. Mas não imaginei que ela fosse tão rápida.

Na última quarta-feira eu estava jogando futebol com Eduardo quando percebi um passarinho pra lá de agitado. Voava pra lá, voava pra cá, ficava nos observando do alto do edifício, até que começou a voar de uma árvore pra outra, bem perto da gente. Lembrei imediatamente do que tinha visto e fui lá conferir. Lá estava o ninho, perfeito, no melhor lugar que a mamãe-melro poderia encontrar. Claro que eu não poderia deixar de passar uma chance dessas: corri pra dentro de casa e peguei a máquina para registrar o momento.

Ao me ver bem perto do ninho, dona Melra ficou desconfiada e pousou no topo da árvore mais próxima, de onde ficou a nos espiar. Aí eu percebi que estava já incomodando demais e me afastei. Em segundos ela estava lá, sentada, chocando os futuros melrinhos.

Acho que estou ficando mal acostumado com essas maravilhas da natureza. Pra quem sempre morou na selva de pedra, conviver com essas coisas é de fazer cair o queixo.

No fim do inverno eu vi um pica-pau. Agora um socó e um melro. Só falta me aparecer um dodó aqui no jardim. Do jeito que vai, não duvido nada.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Dois anos no Canadá

Hoje, 11 de junho, faz dois anos que aterrissamos em terras canadenses.

Parece que foi ontem.

sábado, 5 de junho de 2010

Um socó no meu jardim

Nycticorax nycticorax, o socó-dorminhoco
Veja só que coisa... Eu, que nunca tinha visto um socó quando morava no Brasil, vim ver um a dez metros da porta da minha varanda aqui em Chambly.

Eu nem sabia que existia socó no Canadá. Pensei que era dessas aves que só vivem em países tropicais. Mas tem socó por aqui, e um deles veio nos visitar ontem à tarde. Passou uma meia hora estático no alto da mais alta árvore do pátio, tempo suficiente pra tirar uma boa foto.

Pra identificar o bicho, claro, precisei de ajuda. Mandei um e-mail com a foto para o site do Regroupement Québec Oiseaux e eles responderam em menos de 30 minutos. "Il s'agit d'un Bihoreau gris", disseram eles. E lá fui eu procurar na Wikipedia o que danado era um Bihoureau Gris. Para minha surpresa, era um socó! Mais precisamente um socó-dorminhoco, que também é conhecido como garça-dorminhoca. Garça? Outra surpresa. Mas é isso que está escrito lá.

Além desses dois nomes, o cinzentinho simpático também é chamado de goraz, savacu, arapapá-de-bico-comprido, dorme-dorme, dorminhoco, garça-cinzenta, guacuru, sabacu, savacu-de-coroa, socó, taiaçu, tajacu, taquari e taquiri. É muito nome pra uma avezinha de pouco mais de 40 centímetros. E cada um tão feio que chega a ser uma injustiça com ele.

Pra comemorar a descoberta, nada melhor do que o Carimbó do Socó, do mestre Pinduca. É só clicar e escutar. Mas escute baixinho, pra não acordar o dorminhoco. ;)


sexta-feira, 4 de junho de 2010

Com vocês... Chambly!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Está explicado o calorzão

Dragão no céu de Chambly. Está explicado o calorzão dos últimos dias.

Do álbum Chambly

terça-feira, 25 de maio de 2010

O Saara mudou de endereço

Terça-feira, dia 25 de maio, quatro e vinte da tarde.

O Meteomedia acertou. Temperatura atual em Chambly: 31ºC. Sensação térmica: 38ºC.

Calor infernal. Parece que o Saara mudou de endereço.

(Foto: Wikipedia)

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Chambly 40 graus

O Meteomedia está prevendo muito calor na semana que vem. Na terça a temperatura vai chegar a 31ºC, com sensação de 37!

Por via das dúvidas, já comprei uma garrafinha térmica pra levar uma aguinha gelada comigo por aí.

Agora só falta a praia e o ensopadinho de caranguejo. ;)

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Bono, cinquentinha!

Olha só quem está fazendo aniversário hoje...


Isso! Ele mesmo, Mr. Paul David Hewson, o popular Bono Vox!

Em julho, ele e os coleguinhas do U2 vão finalmente fazer um show em Montreal. Espero estar lá. Não vou cantar parabéns, mas certamente vou bater palmas lá no meio da multidão.

Parabéns, meu véio!

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Neve de novo? Não brinca não

Hoje o site do Meteomedia traz previsão de neve para o próximo domingo em Montreal e Chambly. Não é possível. Eu não acredito.

Anteontem a temperatura chegou a 27 graus, eles devem estar de brincadeira.

Como só quem lê o Pernambucanadenses são os amigos mesmo, eu vou fazer um desabafo: desculpem a expressão, mas isso é que é uma masturbação climática!

O inverno podia ao menos esperar que a gente sentisse saudade dele.

À bientôt, les amis!

sexta-feira, 30 de abril de 2010

A folga da primavera

Na última terça, dia 27, a primavera pediu um dia de folga e foi passear. O inverno foi chamado às pressas pra substituir a amiga e cobrou caro por esse dia extra de trabalho. Botou pra lascar (digo, pra nevar) na gente, como se a gente tivesse culpa. Foram quase 24 horas seguidas de neve a encher as ruas, as calçadas e os nossos sacos. Tivemos que tirar do armário botas e casacos que já estavam devidamente empacotados, e ainda procurar aquela escovona pra tirar a neve de cima do carro.

Espero que essa senhora avise com antecedência da próxima vez que precisar de uma folga. E que o verão não durma no ponto, corra pra substituir a vizinha e nos livre do mau humor do coleguinha cinzento.


(clique na foto pra aumentar)

À bientôt, les amis. Mas só vocês. O inverno eu só quero ver no final de dezembro, quando ele vier bem-humorado. ;)

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Surfando no rio Richelieu

Hoje fez o maior sol em Chambly: céu azul e temperatura entre 24 e 25 graus. Claro que não poderíamos deixar de aproveitar o dia de verão em plena primavera; depois do almoço pegamos nossas bicicletas e fomos até o nosso local preferido: o Parque Nacional do Forte Chambly.

Desde que viemos morar aqui, há seis meses, esse foi o dia mais quente. Aliás, foi a primeira vez em que abrimos porta e janelas. Mas o "ineditismo" não ficou só por conta do clima não. Eu vi uma coisa que eu nem sabia que existia: surfista de rio. E logo no trecho mais perigoso do Richelieu, cheio de pedras e com correnteza pra lá de forte. Olha só:

De Flagrantes do Quebec

Assim que eu bati a foto, o cara se desequilibrou e levou uma senhora queda. E foi batendo pernas e braços até chegar na margem, a uns 300 metros de onde estava. Pela roupa que ele estava usando, a água devia estar ainda com a temperatura do inverno. Eu, hein? Tô fora. Deixa eu aproveitar a terra firme na minha bicicleta. ;)

À bientôt, les amis!

quarta-feira, 24 de março de 2010

Velocidade Máxima?

Aí está uma das maiores lendas do Canadá.

Limite de velocidade por aqui é uma coisa que só existe no papel. Ou melhor, nas placas. Aqui é como no Brasil: se não tiver fiscalização eletrônica, não se respeita e pronto.

A regra informal é essa: se o limite é de 50, ande pelo menos a 60. Se o limite for 100, ande no mínimo a 110. Ninguém buzina, ninguém reclama (não diretamente), mas se você quiser bancar o certinho, pode chegar alguém pra dirigir no seu "vácuo".

Uma coisa me deixa intrigado: embora muita gente não respeita limite de velocidade, todo mundo (todo mundo mesmo) respeita o sinal de "pare" nos cruzamentos. Questão de cultura, talvez.

Eu, hein?

quinta-feira, 4 de março de 2010

O inverno já era

Oficialmente o inverno só acaba no dia 20, mas na prática ele já foi embora. Amém!

A previsão para o próximo sábado é de dia ensolarado e temperatura em torno de 7ºC. É verdade que talvez ainda tenhamos alguns momentos com temperatura abaixo de zero, mas a tendência daqui pra frente é subir. Já não era sem tempo. Chega de roupas de astronauta!

Quem quiser que goste de inverno. Eu não gosto. O desse ano foi até muito camarada, pois o frio não foi de "rachar vidraça" como no ano passado, mas mesmo assim eu preferia um Canadá sem inverno. Tá bem, Canadá sem inverno não é Canadá, então eu modifico o que disse: eu adoraria um mundo sem inverno.

O inverno só tem uma coisa legal: a beleza da paisagem. Não há como negar que o branco total da neve é bonito. Muito bonito. Principalmente quando há um céu azul pra contrastar. Mas é só. O inverno a gente não aprecia, apenas suporta. E fica doido que ele vá embora. ;)

Era isso. Que venha dona Primavera.

Até logo, pessoal!

(Em tempo: esse até logo não é para o senhor, Monsieur Hiver. Com todo o respeito que você merece, pode demorar pra voltar. Vá dar um passeio lá no Saara, vá!)

sábado, 9 de janeiro de 2010

Sol e neve em Chambly

No inverno é quase certo: quanto mais bonito o dia, mais frio ele será. O sol tem seu preço.

Hoje fez um dia pra lá de bonito em Chambly, mas com o termômetro marcando -14ºC. Pra amanhã a previsão é novamente de sol, mas vai fazer -25ºC. Será que vai ser mais bonito ainda? Duvido. Olha aí o que eu fotografei hoje:

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Ano Novo em Mont-Tremblant

O reveillon foi em Mont-Tremblant. Lugar bonito e tranqüilo. Com a habitual preguiça de escrever, deixo fotos e legendas. ;)



À bientôt, les amis! Bonne Année 2010!